segunda-feira, novembro 10

OS HOMENS TAMBÉM AMAM

De forma mais diferente claro, mais dura, ás vezes parecem indiferentes mas dão tudo de si. Gostam de segurança, carinho, atenção, alguém que lhes cuide das coisas, lhes dê um bocadinho de mimo. Porque todos gostam de mimo. E todos os homens adoram uma mulher que lhes saiba escolher o que vestir, que lhes saiba reconfortar quando estão com problemas. Porque para eles, amar é isso mesmo, conforto, segurança, lar. No fundo alguém que consiga tomar conta deles, como uma mãe.

Mas se tudo termina, acabam por ser como nós mulheres. Apenas parecem mais duros. Vão para os copos com os amigos, divertem-se, fazem mil e uma coisas que nós próprias não conseguimos fazer quando acaba uma relação. 
Ficamos dias fechadas em casa deprimidas. Achamos que é cedo para sair e encontrar a diversão num bar qualquer. É como se nos tornássemos viúvas.
Minhas queridas, os homens também sofrem. Porque independentemente de sairem e curtirem com os amigos, ao outro dia acabam sempre por se lembrar de quem gostaram. E irão lembrar-se sempre. Ou por acaso nunca nenhum dos vossos amigos ou mesmo namorado actual mencionou uma qualquer qualidade de uma ex-namorada?

Se fossem assim tão insensíveis não se lembrariam tanto.
E se nós realmente achássemos que eles são insensíveis, não estaríamos tão atentas a esses pormenores...

segunda-feira, novembro 3

MAU SEXO E BOM SEXO

O assunto continua a ser controverso e, na realidade, acabamos por descobrir que ninguém sabe realmente o que é bom sexo. É aquele em que se experimenta de tudo? Ou aquele em que podemos não experimentar tudo mas em compensação temos bons "movimentos"? É aquele em que fazemos sempre que queremos em qualquer lado? Ou é aquele em que simplesmente podemos usar e abusar da pessoa com quem fazemos? Temos de pensar bem no significado que damos ás palavras BOM SEXO/MAU SEXO porque há quem não goste da primeira mas tenha um sexo fantástico só usando a segunda e há quem adore a última mas que prefira não o fazer em todo o lado...

A verdade é que o bom sexo existe sempre quando existe a descontracção e confiança (falei nisto em posts anteriores). Sempre que existe vontade de experimentar. Defino por bom sexo aquele que nos liberta, que nos torna feras, que nos sacia a vontade, que é feito da forma que queremos. Sim que queremos. 
Uns podem dizer que bom sexo é quando se experimenta de tudo desde oral a anal. Já outros podem ter tido isso tudo e mesmo assim o sexo continuar a ser mau. Porque o ter tudo não é BOM SEXO. 
Quando nos metemos numa relação sexual devemos ter em conta que usar metade da vontade pode ser meio caminho andado para o MAU SEXO. Se temos vontade estamos dispostos a tudo para nos saciar e isso engloba deixar que nos dêem o imenso prazer e, ACIMA DE TUDO, dar-mos prazer a sério. Porque se não estamos dispostos a dar nenhum dos dois terá prazer a sério e por muito bom que seja nunca será bom o suficiente. 

O MAU SEXO tem tendência a ser 

  1. aborrecido, quando fazemos apenas porque sim (acontece com casais)
  2. prestativo, quando o fazemos porque o namorado/namorada até quer
  3. repetitivo, parecido com o primeiro, fazemos por uma questão de hábito e sempre das mesmas formas
  4. desinteressante, até queremos mas não estamos para nos esforçar muito
Podemos acrescentar muitas outras coisas básicas mas para resumir o MAU SEXO maça-nos. Cansa-nos de tal maneira que chegamos a um ponto que preferimos estar sem ele.

O BOM SEXO tem tendência a ser
  1. revigorante, nasce uma energia alternativa em nós
  2. calmante, descarregamos o pior no sexo (quanto mais violento melhor)
  3. tonificante, está comprovado que faz bem á saúde e aos músculos
  4. criativo, para os verdadeiros amantes sem medo de dar tudo de si
E podemos acrescentar outras tantas. 

No BOM SEXO deixamo-nos levar, estamos em sintonia e com a mesma vontade que a pessoa, esforçamo-nos (no mínimo) para dar verdadeiro prazer e para agradar.  No MAU SEXO...bem nesse sexo nem vale a pena estar a tentar que a pessoa dê mais de si quando a mente (ou o medo) é um travão. Temos medo de tudo. Porque dizem que dói ou que parece mal. E só porque o dizem, é melhor deixar estar....


Mas não posso deixar de salientar que gostos são relativos e nem todos gostamos do mesmo. No geral gostamos mas nos pormenores o que para uns pode tornar o sexo bom, para outros é dispensável. Só têm de encontrar a pessoa que vos ajude a ter um sexo fantástico.

sábado, novembro 1

REENCONTRO

Não queria tocar-me. Queria resistir. Eu própria queria resistir ao charme que ele lançava sem se aperceber. Acredito que se ele se apercebesse do quanto era irresistível não teria tanta piada. E não seria tão difícil. 
Ficamos ali na conversa, a reviver situações, momentos, partilhar experiências, tudo para nos distrair da vontade que se escondia dentro de nós. Não era suposto acontecer nada. Não devia. Possivelmente iria estragar tudo mas ás vezes, as pessoas chegam a um ponto em que preferem arriscar do que viver no arrependimento. 
E aconteceu...
Um toque...
Umas mordidas leves...
Pequenas brincadeiras tão ingénuas como cócegas...
E depois passou para carícias mais profundas...
Beijos...
Mordidas a sério...
E brincadeiras bem mais adultas.
E quando demos por nós já estávamos a cometer o pecado carnal. E eu já estava em cima dele a mostrar-lhe o que valia. E ele já estava doido e prestes a rebentar.

Ás vezes vale a pena voltar ao passado. Nem que seja para viver algo que na altura não se viveu.

quinta-feira, outubro 30

O POEMA QUE DEFINE CERTAS PESSOAS


Temos a felicidade na ponta dos dedos,
mas estragamos os momentos com excessos e medos.
Vibramos com as alegrias e sorrisos perdidos,
mas presente e futuro tornam-se em tempos temidos. 
Queremos o mundo, queremos aproveitar,
mas a falta de confiança faz-nos sempre recuar.
E no final, com uma lágrima escondida, acabamos por dizer:
Não soube aproveitar, já não consigo mais viver...


E assim vivemos infelizes, por vezes, por sermos pouco corajosos e acharmos que não nos deixar-mos levar é ter os pés assentes na terra. E limitamo-nos a viver no conformismo. Pouco felizes. Ou nada.

terça-feira, outubro 28

AMO-TE ( ou teorias amorosas)

- Amo-te.
- Prova.
Ouvimos frequentemente. Dizemos o mesmo, muitas vezes, sem hesitar.
Dizemos também que certas palavras costumam bastar, principalmente se não estivermos habituados a ouvi-las. Mas sejamos sinceros: as palavras nunca bastam.
Os "Amo-te" nunca serão suficientes se não se juntarem certos gestos. 
Os "Quero-te" não serão demasiado sinceros se não forem demonstrados. 
A teoria pode ser muito bonita mas é a prática que nos cativa.Na verdade, muitos de nós nem sabem como demonstrar certos sentimentos porque nós próprios aprendemos que são coisas que se sentem apenas. Não se explicam e muito menos se exemplificam com gestos. Porque hoje em dia qualquer um faz algo bonito e nem sempre é amor. 














Posto isto, como mostrariam o tal sentimento?

quinta-feira, outubro 23

MENTIRA

Mentimos para nossa protecção. 
Mentimos para proteger quem gostamos. 
Na verdade mentimos, muitas das vezes, porque a mentira é muito mais emocionante e porque nos traz mais vantagens que a verdade. Porque a verdade nem sempre é como gostamos. 
Porque ao mentir é como se criássemos uma história muito mais emocionante que a vida real. 
Mentimos porque estamos aborrecidos.Porque queremos conquistar alguém, impressionar alguém.Usamos a mentira para nos fazer sentir melhor mas, na verdade, mentira é mentira, por muito boas intenções que tenhamos no nosso coração. Não deviam existir as mentiras piedosas porque, mais tarde ou mais cedo, a verdade vem sempre ao de cima. 

Mentimos muitas vezes por necessidade. Porque queremos ganhar o nosso próprio tempo para mostrar a verdade. E não acredito que exista alguém neste mundo que nunca tenha mentido. 
O problema é quando nós próprios acreditamos tanto na mentira que fazemos com que se torne verdade.

Mentira...
Mentira...
Mentira má...
Mentira boa...

Existe realmente alguma verdadeira e boa razão para se mentir?




quarta-feira, outubro 22

VERDADE VS SEXO

- Gostas de foder comigo?
A pergunta costuma surgir na mente mas poucas são as pessoas que têm a inteligência ou decência de a manter lá. 
Dizemos sempre que a sinceridade deve estar acima de tudo e que é das coisas mais importante numa relação, seja ela de que tipo for. Mas acredito que há coisas que não se devem dizer e perguntas que não se devem fazer para bem dos envolvidos. Apenas porque a verdade, na maioria deste casos, dói.
E porque por muito fria e insensível que a outra pessoa possa parecer, ou muito directa e frontal, vai sempre temer dar a resposta.
Fica sem jeito e sem saber se diz aquele:
- Na verdade podia ser melhor.
Ou se dá a volta á questão com:
- Não gosto desse tipo de perguntas.
Claro que é mais fácil não criar uma discussão e mentir.
- Claro que gosto!
A outra pessoa ficará feliz e acabarão por continuar a ter sexo mau ou medíocre.
Porque nunca ninguém está preparado ou se sente á vontade para falar disso E das duas uma: ou continuamos assim porque existe algum tipo de sentimento, ou vamos dando desculpas para não voltar a ter essa pessoa a tentar dar-nos prazer. Desculpas como quem diz porque podemos sempre não dar sinal de vida. A outra pessoa acabará por perceber...


P.S.: Perguntas comparativas também se devem evitar. Mentalizem-se que não somos todos iguais!!!

Quem não me perde de vista

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Política de Privacidade

Conteúdo administrado e recebido por Miss B e Sexo e Cenas. 1. Nenhuma informação pessoal dos meus visitantes é comercializada e/ou trocada com terceiros. Os dados fornecidos por eles em qualquer forma de contado, não são repassadas para nenhum outro. 2. Também não são utilizados os dados, como e-mail, para distribuir mensagens não solicitadas e/ou em massa. Os e-mails dos usuários não são armazenados em listas e só entro em contato para responder dúvidas e/ou agradecer visita/contato/solicitação/ajuda/informação e apenas uma única vez. Parte de um e-mail de contato pode ser usado como referência para compor artigos e tutorias e cito a pessoa que enviou. Mas antes entro em contato avisando da possibilidade daquele e-mail ser usado como fonte e solicito previamente autorização para usar o nome e link de quem escreveu. 3. Apenas os comentários nos artigos ficam visíveis para todos os demais visitantes do blog Sexo e Cenas. Os comentários são previamente moderados por mim como administradora do blog Existe uma Política para Comentários e recomendo que leiam: Os comentários são Moderados. Todos os comentários recebidos são previamente lidos. Só são publicados os comentários que eu, administradora, considerar adequados para o artigo em questão. Apesar das regras descritas acima, nada garante que o comentário seja publicado, pois reserva-se o direito de não aplicar as regras aqui contidas sem aviso prévio e estas são apenas uma baliza de orientação para quem desejar expor sua opinião. Tenho em vista, claro, os comentários que podem ser relevantes e que valorizam o meu trabalho. Não tendo interesse em publicar nada que ofenda o blog, nem que seja uma crítica impertinente ou desnecessária. Nos comentários só são aprovados textos que valorizam o que faço e que podem ajudar outras pessoas. 4. Os links e banners de parceiros são selecionados segundo a Política de Conteúdo do Blogger. Disponho os elementos dos meus parceiros por solicitação deles e, daqueles que não solicitaram, envio pedido prévio com aviso indicando que serão linkados neste blog. Ao receber a aprovação destes coloco a informação num local visível do blog. Aos que não solicitaram parceria, mas têm seus links/banners publicados aqui, faço-o como forma de indicação do serviço prestado por eles e por assim permitirem ou indicarem essa possibilidade em seus sites/blogs. Obs.: Não me responsabilizo pelo conteúdo dos meus parceiros e espero que estes estejam em total acordo com as regras de utilização do Blogger e dos seus outros parceiros. Conteúdo de terceiros. Tenho parceria com empresas de publicidade virtual – como o Google AdSense – que se utilizam do sistema de publicidade contextual, mas podem usar de outros recursos para determinar que tipo de publicidade veicular neste blog. Não controlo aquilo que eles disponibilizam. Este blog, pode ou contém imagens, vídeos ou outros, com conteúdos de nudez parcial ou total, não aconselhavél a menores de 18 anos. O acesso ao blog, por parte de menores é estritamente proibido, o seu acesso é da responsabilidade dos intervenientes ou seus encarregados de educação. Parte do conteúdo é retirado da internet e outro recebido por mail sendo esta última via difícil de controlar de onde vem o conteúdo, Autor, Site, Blogue, ou outras fontes. Sou contra a pratica do plágio, se detectar algum conteúdo da sua autoria em parte ou na totalidade postado neste blogue e que comprove que é seu legitimamente o mesmo será removido na hora. Para isso basta contactar-me. Mais, todo o conteúdo deste blogue é meramente ilustrativo, sem qualquer carácter comercial. Sexo e Cenas, ainda condena todo o tipo de conteúdo sexual, onde sejam utilizados menores de 18 anos, bem como ao incitamento de terceiros para tais práticas. Mais, Sexo e Cenas exclui-se de qualquer responsabilidade de qualquer link que directa ou indirectamente, redirecione para páginas de pedofilia ou outras em que se promova ou se visualize o abuso sexual de menores. Qualquer semelhança aqui reproduzida em forma de textos ou outras com a realidade, são pura coincidência.